A preparação do presidente como porta voz da entidade

Belo Horizonte | Quinta-feira, 28 de junho de 2018 - 15h 53 - Atualizado às 15h 56

Não é novidade que toda empresa – seja ela pequena, média ou de grande porte – precisa elaborar um planejamento dedicado a mapear responsabilidades e definir quem será o porta voz, como e em quais situações ele vai se pronunciar. Foi sobre a preparação do presidente como porta voz da entidade que a jornalista e diretora de treinamentos da in Press, Miriam Moura, palestrou durante o 10º Encontro de Presidentes das CDL’s mineiras. O evento aconteceu em belo Horizonte, entre os dias 24 e 26 de maio e reuniu cerca de 150 participantes. Dentre esse público estavam diretores executivos e presidentes de CDL’s, que representam entidades e assistiram atentos a todas as dicas ministradas pela palestrante.

 

Quem deve ser o porta voz?

 

De acordo com Miriam, o bom porta voz tem que ser um líder comunicador, alguém que consegue se expressar bem com todos os públicos. “Esse líder precisa criar uma cultura de transparência em tempo real, seja para o público interno, clientes online, clientes de balcão e com a imprensa local. O meu estabelecimento tem que fazer aquilo que ele diz que faz”, ressaltou. O bom relacionamento é a porta de entrada para que a empresa comece a construir a sua reputação diante do seu público interno e externo, para isso é preciso avaliar o cenário em que está inserida a organização e determinar quais serão os posicionamentos e as estratégias a serem seguidas. A partir disso, é essencial definir quem serão as pessoas responsáveis por pensar e também responder em nome da empresa. Tudo isso faz parte da gestão e serve essencialmente para nortear as ações futuras.

 

O porta voz precisa estar atento ao que acontece fora da empresa, pesquisas recentes
são sempre bem-vindas, informações na manga durante uma entrevista são essenciais. “Note que os grandes líderes sempre fornecem uma informação nova em seus discursos, os últimos números da inflação, da taxa de juros, da exportação, enfim. Qualquer que seja o nicho é preciso explorar as informações e mantê-las ao alcance das mãos”, relembrou. E ainda completou que a inteligência de comunicação está em mostrar fatos, exemplos e traçar cenários, isso produz significação para a audiência, e ao mesmo tempo, dá credibilidade e ajuda a legitimar a informação.

 

Dicas práticas

 

Segundo Miriam Moura há algumas dicas práticas que o bom porta voz pode seguir em qualquer situação:

 

– Ênfase no assunto questionado: não fuja do assunto, seja objetivo e claro nas respostas.

– Articulação: Cite parcerias concretas e enalteça sempre as pessoas que colaboram nos processos da sua empresa.

– Tom de voz: Mantenha o tom da sua voz estável, fale com clareza e sem acelerar, mesmo que você tenha pouco tempo para falar

– Comunique: comunicar é contar histórias, olhe no olho, entenda a necessidade do outro e fale sempre com sinceridade.

Galeria de Fotos

Encontro de Presidentes

Encontro de Presidentes

Revista Movimenta

 

 

 

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de Minas Gerais

Av. Silviano Brandão, 25 – Sagrada Família – Belo Horizonte/MG

CEP: 31030-525 – Telefone: (31) 2532-3300